Jesus-e-a-mulher-adultera

Falam as Escrituras variegadas vezes do Perdão de Deus e sempre no condicional, ou seja, para sermos por Ele perdoados, necessitamos estar prontos a perdoar os nossos ofensores! Na conhecida “Oração do Pai Nosso”, (Mateus 6:9-13), o único ponto destacado e comentado por Jesus, foi este, nos versos 14 e 15. “Porque, se perdoardes aos homens suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas”.

De Haan II (1993), ao tratar do tema “O Perdão de Deus”, faz as seguintes colocações:

Como podemos saber que não fomos longe demais? Como podemos estar certos de que não nos tornamos imperdoáveis aos olhos de Deus? A resposta não se encontra em nossa capacidade de esquecermos ou em nossa capacidade de 
perdoarmos a nós mesmos, ou mesmo em nossa capacidade de nos sentirmos perdoados. A resposta se encontra no que 
Deus fez paracarregar a dor e o castigo que nós merecemos. (De Haan II, O Perdão de Deus. p.1).

Sabe-se perfeitamente o que Deus fez para que tivéssemos perdão! Jesus veio e pagou nossa dívida eterna (que foi cravada na cruz, conforme Colossenses 2: 14), ao morrer a nossa morte, (que é espiritual), para que tivéssemos direito à vida eterna, consoante esplendidas revelações de Jesus em João 3: 16-18.

Cientistas afirmam que, as cataratas do rio Iguaçu, localizadas na fronteira do Brasil com a Argentina, tem uma queda média de 60 metros, com enorme volume de água e forte correnteza. Entretanto, não são as maiores do mundo, pois as cataratas do lago “Vitória”, na África, têm quase o dobro, ou seja, 108 metros de altura!

Não obstante esta espantosa altura, quando ambas são comparadas com as cataratas do Anjo, na Venezuela, elas parecem minúsculas, já que, com a altura de 979 metros, as cataratas do Anjo são quase 17 vezes mais altas do que as do rio Iguaçu.

Imagine-se alguém sendo arrastado pela correnteza das cataratas do Anjo, Vitória ou Iguaçu. A diferença de tamanho que existe entre essas cataratas, não teria a menor importância para ele. Haveria um ponto, além do qual não se poderia regressar, posto que, além deste ponto, há apenas a necessidade da misericórdia de Deus.

A história do fracasso moral do ser humano é muito semelhante. Uma queda moral pode parecer maior que a outra, mas para alguém sendo arrastado pelas águas do fracasso, há pouca ou nenhuma diferença. Uma vez que se deixa a margem e se é arrastado pelas águas do pecado e da culpa, tudo o que resta é a necessidade de misericórdia. Sem a certeza do perdão a vida pode terminar em desespero!

Existe esperança para aqueles que odeiam a si mesmos pelo que fizeram? Até que ponto Deus demonstrará misericórdia? E o que se pode dizer de assassinos seriais que afirmam ter encontrado a paz espiritual atrás das grades, depois que se converteram a Cristo Jesus?

Leia mais…

1

Falam as Escrituras variegadas vezes do Perdão de Deus e sempre no condicional, ou seja, para sermos por Ele perdoados,…

Amados irmãos e amigos! Graça e Paz! Recebi hoje da querida irmã Eni esse precioso material via e-mail… Realmente, o…

Por David Wilkerson Quero contar como esta profecia me foi revelada. Gwen minha esposa, e eu, tínhamos recém retornado ao…

1

Ocorreu em Dezembro de 2001 e pouco depois eu li um informe por e-mail sobre a ressurreição do pastor nigeriano…

Comentários1

  • nina castro

    Venho há muito assistindo suas pregações e cada vez mais me regozijo e me sinto fortalecida. Deus tem feito obras extraordinárias em minha vida, me guiando e ensinando com SEU GRANDE AMOR MISERICORDIOSO a conduzir minha vida de acordo com SUA palavra. Sei que falta muito ainda por se aprender, por se fazer para servi-LO, entretanto persisto, insisto, estudo, e tenho certeza que serei uma serva fiel. Que todos os meus atos, palavras, atitudes e toda a minha vida seja direcionada a SUA OBRA BENDITA! LOUVADO E GLORIFICADO SEJA O SANTO NOME DE DEUS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *